Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo :-)

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo :-)

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Um dia com livros mas sem Rainha

por talesforlove, em 08.09.22

É verdade. Não é mentira.

A Feira do Livro de Lisboa continua a decorrer no Parque Eduardo VII, um antepassado da Rainha Isabel II que hoje nos deixou inesperadamente. Nestes tempos o inesperado, quase sempre mau, parece ser a regra. Que Deus acolha a Rainha.

Um livro que esta edição da Feira nos dá a conhecer, a quem tiver a felicidade de o encontrar, é o livro “A vida secreta das árvores” (Editora Pergaminho), nele, o autor Peter Wohlleben, apresenta o que sabe sobre a vida das árvores e que a maioria de nós ignora. Algo que mais impressiona nesta leitura é mesmo a referência a sentimentos que estes seres vivos supostamente possuem. Esta realidade será clara nas relações entre árvores que se ajudam mutuamente a sobreviver, porque em grupo produzem um ecossistema que as ajuda a sobreviver, evitando os efeitos nocivos do sol em excesso e mantendo uma certa frescura e humidade do ar.

Alguns de nós podem perguntar: mas em qualquer circunstância? Nem por isso. Estas relações são sobretudo visíveis, segundo o autor, em florestas naturais. As árvores ajudam-se também através das raízes e sobretudo as “amigas”. Amigas? Sim, a palavra utilizada pelo autor. E esta relação é secreta como o título do livro? Podem também perguntar. Não se soubermos ler a proximidade física entre elas e sobretudo entre as copas. E assim se ajudam mesmo os indivíduos com mais anos de vida, porque todos são importantes.

No dia de hoje, nestes tempos, esta forma de ver o mundo está muito presente em muitos de nós.

A poesia mostra parte desta necessidade de comunicarmos entre nós, de forma mais próxima e empática.

Por este facto, fica aqui também um poema por Drummond, no livro de Valéria Lopes com o título “Saborosa Língua”, disponível no espaço da Rede Sem Fronteiras, na Feira do Livro de Lisboa.

 

José

 

Se você gritasse

se você gemesse,

se você tocasse

a valsa vienense,

se você dormisse,

se você cansasse,

se você morresse…

Mas você não morre,

você é duro, José!

 

luta contra alteracoes climaticas1.gif

 

Partilha-se também este blog, como sinal de apoio:

https://amiudacompinta.blogs.sapo.pt/so-peco-uma-oportunidade-29259

 

Até breve.

Aos amigos

por talesforlove, em 24.07.22

Hoje aqui ficam dois poemas sobre a amizade e os amigos.

 

Amizade, por Isabel Pereira Rosa (Portugal)

 
Eu queria tantos amigos como outrora
Quando a minha mãe dizia: conhecidos!
Ainda assim a casa enchia-se de risos
E eu na minha juvenil sabedoria
Acreditava que seria sempre assim p’la vida fora.
Alguns ficaram p´lo caminho:
Morte morrida, morte em vida, afastamento,
Mas outros ainda vivem, longe ou perto,
Dentro ou fora de mim,
À distância de um clique ou de um pensamento.
Por vezes, há alguém que nos reúne
E brindamos ao futuro, à amizade,
A essa força aglutinadora
Que nasce nos momentos de saudade.
Saudade de tudo aquilo que perdemos
E daquilo por que passámos sem olhar
Saudade de tudo em que acreditámos
E não conseguimos mais acreditar.
Mas é uma palavra sempre viva:
A amizade não morre, só madorna
E tal como o filho pródigo volta a casa
Num dia de saudade, o amigo torna.
 
 

Oração do Amigo, por Marcelo de Oliveira Souza, IwA (Brasil)

 

Senhor Deus pai, 

Por nossos amigos, olhai 

Agradeço a fortuna que dais 

Amigo presente do Pai. 

 

Onde quer que esteja 

Amigo,  encontrai, 

A paz e tranquilidade, festejai 

Presente de Deus,  aceitai. 

 

Agora e sempre, estás 

No nosso coração, orai 

Que na  nossa energia, vibrai 

Amigo de sempre rogai. 

 

Nesse dia como em todos 

As preces milagrosas, fortificai 

Irmão da nossa jornada 

Em nosso coração, completai. 

 

A vida é uma roda, girai! 

Um dia estamos alegres, celebrai 

N’outro dia, tristes, vigiai 

Mas sempre teremos amigos em Cristo 

Amigos como ti... Insisto... 

 

Que nessa vibração 

Seu coração, vibrai 

Junto ao meu, celebrai 

Agora e sempre! Amém! 

 

 

Homenagem ao Dia Internacional do Amigo 

Do blog: http:/marceloescritor2.blogspot.com 

 
 
A próxima edição do Concurso Literário terá como tema "as árvores, plantas e a água".
Fica o convite a subscrever este blog.
 
 

Até breve.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D