Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo :-)

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo :-)

Livros, poemas e Ana Luísa Amaral

por talesforlove, em 23.08.22

Hoje, a três dias do início da Feira do Livro de Lisboa, recordamos Ana Luísa Amaral, falecida recentemente e recordamos os trabalhos de Júlio Carlos Alves e Claudete Morsch Soares, ambos escritores e poetas brasileiros. Surge também um novo poema de Rui M. dedicado à poeta falecida.

Ana Luísa Amaral deu a conhecer ao autor deste blog, através dos seus programas de rádio, alguns belos poemas com detalhes e inspiração naturalística.

Fica aqui um poema da própria, o qual pode ser consultado em https://www.escritas.org/pt/ana-luisa-amaral, a par de outros poemas escritos pela poeta.

 

Assim se Revisita o Coração

 

Só mal tocando as cordas

Da memória

Consegue o coração ressuscitar

 

Porque era este lugar

que eu precisava agora

como em deserto até

ao infinito,

e de repente,

uma gravidez imensa,

um cacto verde e limpo

 

Porque os olhos conhecem

estes sons

de dar à luz o vento

e são-lhe amantes

de tangível luz

 

Só mal tangendo as cordas

da memória

como estas flores

se tingem de alegria

 

Porque era neste azul

que eu me queria

como a rocha transpira

e se resolve

em mar

 

 

Sílabas e veludo, por Rui M.

 

Voz de veludo

Que, com poucas sílabas,

Nos davas tudo…

 

Aveludada

como os amieiros,

em ondas de copas…

 

Veludo dito,

já sem falar,

sentir … soletrar…

 

[continua]

 

Entretanto, Júlio Carlos Alves, autor de “Luna Lina A Menina Que Semeava Ecos”, tem um novo livro intitulado “Admiráveis Vidas Abstratas” no qual o autor procura ir mais além na sua prosa. Com o objetivo criar curiosidade fica aqui o início da introdução deste livro envolvente “Uma viagem ao abismo do universo cerebral, um campo desconhecido onde acreditamos que nascem os sonhos, os desejos, as esperanças e sua influência na criação do mundo na realidade que vivemos. O texto conta uma história incrível e factível, que nos força a andar com Vernon, menino e pastor, […]”. Para contactar o Autor basta enviar um e-mail para este blog.  

 

Finalmente, algumas palavras sobre o livro mais recente de Claudete Morsch Soares, o qual se intitula “silêncio! O Amor está Florindo”, o qual com a sua poesia, nos revela abraços e esperanças tão importantes nos tempos atuais. Vem na sequência das suas obras anteriores, como “Fazendo Amor com o Universo”, na sendo do romantismo, por vezes incluindo um naturalismo inspirador e íntimo. Poderá ser contactada a Autora diretamente através de claudete@msrg.com.br

 

Assim, se termina por hoje.

Mas amanhã esperamos regressar.

 

Até breve.

Aos amigos

por talesforlove, em 24.07.22

Hoje aqui ficam dois poemas sobre a amizade e os amigos.

 

Amizade, por Isabel Pereira Rosa (Portugal)

 
Eu queria tantos amigos como outrora
Quando a minha mãe dizia: conhecidos!
Ainda assim a casa enchia-se de risos
E eu na minha juvenil sabedoria
Acreditava que seria sempre assim p’la vida fora.
Alguns ficaram p´lo caminho:
Morte morrida, morte em vida, afastamento,
Mas outros ainda vivem, longe ou perto,
Dentro ou fora de mim,
À distância de um clique ou de um pensamento.
Por vezes, há alguém que nos reúne
E brindamos ao futuro, à amizade,
A essa força aglutinadora
Que nasce nos momentos de saudade.
Saudade de tudo aquilo que perdemos
E daquilo por que passámos sem olhar
Saudade de tudo em que acreditámos
E não conseguimos mais acreditar.
Mas é uma palavra sempre viva:
A amizade não morre, só madorna
E tal como o filho pródigo volta a casa
Num dia de saudade, o amigo torna.
 
 

Oração do Amigo, por Marcelo de Oliveira Souza, IwA (Brasil)

 

Senhor Deus pai, 

Por nossos amigos, olhai 

Agradeço a fortuna que dais 

Amigo presente do Pai. 

 

Onde quer que esteja 

Amigo,  encontrai, 

A paz e tranquilidade, festejai 

Presente de Deus,  aceitai. 

 

Agora e sempre, estás 

No nosso coração, orai 

Que na  nossa energia, vibrai 

Amigo de sempre rogai. 

 

Nesse dia como em todos 

As preces milagrosas, fortificai 

Irmão da nossa jornada 

Em nosso coração, completai. 

 

A vida é uma roda, girai! 

Um dia estamos alegres, celebrai 

N’outro dia, tristes, vigiai 

Mas sempre teremos amigos em Cristo 

Amigos como ti... Insisto... 

 

Que nessa vibração 

Seu coração, vibrai 

Junto ao meu, celebrai 

Agora e sempre! Amém! 

 

 

Homenagem ao Dia Internacional do Amigo 

Do blog: http:/marceloescritor2.blogspot.com 

 
 
A próxima edição do Concurso Literário terá como tema "as árvores, plantas e a água".
Fica o convite a subscrever este blog.
 
 

Até breve.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D