Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo :-)

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo :-)

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Concurso Literário em Homenagem a Ruy de Carvalho – 2024

por talesforlove, em 02.02.24

O Teatro é uma atividade que, a muitos de nós, nos envolve e leva para longe da nossa realidade do dia-à-dia. Então, já encaminhados para outras paragens, somos levados a sentir aquilo que não sentíamos antes ou que não pensávamos ser possível que nos movesse.

E, também será verdade, que se estivermos com mais alguém então a viagem que fazemos é ainda mais surpreendente pois até vai parecer ser sentida da mesma forma por pessoas distintas! Mas será?!

O ator Ruy de Carvalho é um exemplo de alguém que nos faz mudar de estado de alma, faz-nos ir onde ele sugere. Ele é, no teatro, tal qual uma árvore enorme numa planície ou numa montanha: aquela imagem única que junta com outras imagens, que nunca vimos antes, torna a paisagem mais interessante. Assim, a beleza da natureza tem igualmente o seu lugar neste Concurso Literário. Por exemplo, a metamorfose das borboletas e a dos atores parecem ser irmãs. Também o amor dos atores à sua arte, parece o amor que certos horizontes e flores aparentemente desperta em nós.

Neste Concurso Literário procuramos reunir 1 poema por cada um dos seus 96 anos de vida e escolher entre estes os 3 melhores poemas de homenagem a este símbolo vivo dos palcos em Portugal.

E este convite serve também como convite à diversão, que resultará de conhecer melhor o seu trabalho e, ao mesmo tempo, criar um poema novo, que homenageie a pessoa e ator que ele é.

Além do teatro, participa também em novelas e no cinema, pelo que temos muito que apreciar.

 

Alguma informação adicional em:

https://www.instagram.com/1927ruydecarvalhooficial/

https://www.oeiras27.pt/ruy-de-carvalho_bio

 

Aqui o Ator recentemente nos Globos de Ouro:

https://sic.pt/sic/globos-de-ouro/vivam-a-vida-intensamente-facam-como-eu-vivam-vivam-vivam-ruy-de-carvalho-surpreendido-com-uma-homenagem-nos-globos-de-ouro/

 

O Regulamento é o seguinte:

i) A participação neste concurso é gratuita.

ii) Neste Concurso qualquer pessoa, de qualquer país, pode participar desde que submeta trabalhos escritos em português. Podem surgir trabalhos em outra língua, desde que traduzidos para português.

iii)          Cada participante pode enviar dois poemas, cada com limite de 500 palavras, e um conto, com limite de 1000 palavras.

iv) As obras devem ser enviadas por e-mail para Rui M. (blogsnat@gmail.com) juntamente com nome, país, contacto eletrónico. O assunto do email deve ser "Concurso Literário a Ruy de Carvalho". Os textos devem ser enviados no corpo do e-mail e não em ficheiro anexo à mensagem.

v) Os autores participantes concordam em receber e-mails no futuro que tenham como objetivo principal divulgar futuras iniciativas literárias.

vi) Fica o convite a que todos os participantes subscrevam, por favor, o blog na caixa no topo ou por RSS em

http://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/data/rss

vii)         Os finalistas vencedores de primeiros prémios têm direito a um certificado digital.

viii)        Todos os poemas selecionados serão publicados em Antologia, que estará disponível em formato PDF, com um custo de 2,5 € (pagamento de uma doação pelo PayPal). Os autores premiados têm direito a uma versão gratuita.

ix) Direitos do autor: os autores têm os seus direitos sobre os trabalhos publicados, a fim de os publicarem como quiserem em qualquer outro lugar. A organização do Concurso detém direitos totais sobre os trabalhos publicados no contexto da Antologia do concurso.

x) Prazo para participação: até 15 de Junho de 2024;

xi) Os resultados finais serão anunciados logo que possível, durante 2024;

xii) Deseja-se selecionar 3 primeiros classificados e menções honrosas, num total de 96 ou 97 poemas.

 

Membros do júri:

 

Lince Verde

Escritor Português

 

Karina Issa

Escritora Brasileira

 

Teresa Barranha

Escritora (Poeta) Portuguesa

 

Uma causa solidária

Sobretudo aos residentes em Portugal, este Concurso apela ao apoio da seguinte causa:

https://www.medicina.ulisboa.pt/o-livro-uma-cozinha-de-sonho

 

Até breve.

Neve, frio e calor da Poesia

por talesforlove, em 21.01.24

 

Sucede que hoje vamos ouvir um pouco de música Eslovaca tradicional, verificando que até parece que as vestes dos músicos ficam bem com o frio da neve…

Atualmente, e em oposição ao calor dos fogos florestais, surge o frio extremo apontado como um exemplo de alterações climáticas. E na realidade, eventos climáticos extremos, tanto de calor como de frio, parecem ser evidências deste fenómeno.

Embora não percebamos a letra, o vídeo aparenta alguma boa disposição e vale a pena também por isso mesmo.

Temos também aqui dois poemas do Concurso Literário Natureza de outros anos.

 

Folklórny súbor Kolovrat Nitra-Šťastné a pokojné sviatky.

 

Dois poemas da Antologia Natureza 2021:

 

“Tempo”, por Priscila Carvalho (Brasil)

Tempo
Já não sei a hora de levantar
Você já me acorda antes
Entrou em mim e te faço parte
Me orienta
Determina
Aperfeiçoa
Já sigo sabendo que de você tenho a certeza
Dos milésimos de segundos
Que não posso desperdiçar
Mesmo se tiver que esperar
Por que a te notar tempo
Te percebo
A cada detalhe que me traz
A vida que se abre
E por te ter seguem as batidas do meu coração
por isso mesmo incerta
De até quando te terei
Sigo sem me preocupar com você
Por te entender,
já é cura.

 

“Pequenas observações” por Noi Soul (Brasil)

Ao observar a natureza,
folhas, flores, céu, nuvens, terra, ar…
Percebo o quanto tudo pode estar
em perfeita harmonia!
A junção da mão divina com a mão humana
pode ser esplendora e radiante...
Se soubermos cultivar!
É como se a vida tivesse sentido de ser!
O sol que queima minha face…
As flores que perfumam o meu dia…
A terra que sustenta os meus pés…
Os pássaros que tocam aos meus ouvidos…
As folhas que bailam pelo ar…
As pessoas dançantes que brilham
e dão brilho a todo este ambiente
coberto de natureza e gente!
Tudo parece se explicar, de repente!
As palavras ecoam pelo coração e pela alma:
ainda há tempo de se aventurar
ainda há tempo de salvar a vida
ainda há tempo de sonhar
ainda há tempo antes da despedida!


A sugestão amiga do ambiente de hoje é tentar, uma vez, a cozinha vegetariana, utilizando ingredientes locais e da época. É uma sugestão e um desafio.

Até breve.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D