Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo :-)

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo :-)

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

As mãos do tempo, em tempos de COP27

por talesforlove, em 09.11.22


Nestes tempos, visitar um museu, mesmo que através da internet,
pode ser algo, senão libertador, pelo menos algo que nos liberte
da dor que muitos de nós sente pela perda de familiares e amigos.

Veja-se o caso do Museu Rodin, em França, acessível através de:
musee-rodin.fr

E veja-se, com atenção, o trabalho "A Catedral" (The Cathedral)
esculpido em 1908, por August Rodin (1840-1917).

Existe neste trabalho um toque entre mãos, que nos parece tocar, de tão sugestivo e
íntimo que se afigura ser. Todavia, podemos referir que tal apenas se verifica para certas pessoas,
mas sim, foi o caso do sentir do autor deste blog. É-se tentado a dizer que o material abiótico
de que são feitas, ou seja, o mármore, ganha temperatura, o calor do nosso corpo e, por instantes, a pedra "vive".
Se alguém atirasse um alimento a este trabalho, como forma de protesto ambiental, podemos afinal pensar que afinal a possibilidade de dano seria mínima. Mas, seria correto?
Não. Correr o risco, ainda que ténue, de criar dano no trabalho de outrem, e sobretudo quando esse alguém se dedicou com tanto cuidado delicado, será como um atentado à humanidade. E estas são duas mãos direitas, ou seja, mãos de seres humanos diferentes, e a obra "celebra" o seu encontro. Hoje poderiam celebrar os reencontros pós pico da pandemia e a paz.
As gerações futuras podem nem apreciar esta "catedral" mas nós sim.

 

O Concurso Natureza 2022 em:

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/concurso-literario-natureza-2022-africa-131327

 

Até breve.

Incêndios 2022

por talesforlove, em 17.07.22

Esta semana, em Portugal continental, devido à seca e altas temperaturas, acima de 40º C, verificaram-se vários incêndios de grande dimensão. Os prejuízos são de naturezas diversas sendo a perda de uma vida humana, a do Piloto André Serra, a que é a mais relevante.
Não fosse esta perda, hoje não haveria muito a dizer. Afinal, a prevenção não é ainda a suficiente, sobretudo em contexto de clima alterado e despovoamento de algumas regiões. Acresce, a crescente desmotivação de muitas pessoas que não se sentem seguras em investir nas suas propriedades, em geral, de pequena dimensão. Sem dúvida, o diálogo mais próximo é essencial, a par da dignificação de quem age limpando os terrenos, tarefa que durante o ano raramente é notícia.

 

Campo de flores

Flor que ondulas com o vento...
e semeias sentir ternurento
dá-nos o eterno alento
de crer num melhor amanhã.

Protegemos esse campo presente,
sempre verde, fresco, caule de paz,
que permites na nova semente:
a plena esperança que aqui jaz.

Nota: ao Piloto falecido.

Igualmente, em vários outros países europeus (Espanha, França, Itália, Croácia, etc.), o calor provocou e provoca incêndios de grande dimensão, o que chama a atenção para a necessidade de prevenir estes eventos. Independentemente do contexto humano e material, estes são sempre uma tragédia humana e ambiental, para a qual a prevenção é o melhor remédio.

 

Até breve.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D