Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo :-)

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo :-)

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Uma feira abençoada porque molhada…

por talesforlove, em 09.06.23

Este ano a Feira do Livro de Lisboa regressou ao formato pré-pandemia, ou seja, em datas de Maio e Junho, com muitos eventos literários, Festas de Santo António e… porque o Santo é traquina: chuva… Assim, até podemos perguntar: porque não ficar nas datas “pandémicas”, ou seja, finais de Agosto e inícios de Setembro? Afinal, o risco de chuva era menor e após as férias a energia seria outra.

Ainda assim esta edição tem o mérito de trazer de volta a alegria dos santos populares em alguns rostos. Ainda bem que para algumas pessoas a pandemia é mesmo algo do passado porque nos permitem ser contagiados por esse sentir leve e despreocupado.

Foi este o sentir que me levou a comprar um livro aparentemente humorístico e ecológico. Sim, o livro “Coisas Muito Giras que Acabam por Suceder” de Tiago Dores, na EGO Editora. Com a descrição “um olhar acutilante sobre a política, a economia e a criação de gado bovino” e alguns sub-títulos como os seguintes, é fácil perceber-se o porquê da compra: “Já fomos à Lua, talvez um dia saibamos apagar fogo”, “No reino do papagaio-mor e da grã-toupeira” e “Museológica da batata”. Em resumo: o livro é simpático e até contém alguma poesia.

Feira 2023.jpg

 

Até breve.

Poesia, permacultura, Concurso Natureza, feiras do livro e Ocupas

por talesforlove, em 25.05.23

Recentemente mais duas estudantes foram removidas à força da Faculdade, neste caso FPUL, por estarem a ocupar a entrada, em protesto climático, o qual incluía uma greve de fome. Esta é uma causa que merece ser acalentada e que não implica violência. Na realidade, estas pessoas não fazem os protestos para obter benefício apenas para si, mas sim pelo conjunto da humanidade e emprestam uma força ideológica e um impacto a uma causa que, sem dúvida, é uma das causas maiores dos nossos dias.

Quando se conhece um pouco mais sobre permacultura, por exemplo, percebemos melhor o que está em causa. A permacultura, foi criada na década de 70 do século passado pelo ecologista Australiano Bruce Charles ‘Bill’ Mollison, resultando da fusão de duas palavras “permanente” e “agricultura”. Os seus fundamentos éticos fundamentais são: (i) cuidar do planeta terra; (ii) cuidar das pessoas, e (iii) partilha justa. Hoje, eventualmente poderíamos acrescentar: (iv) cuidar do espaço, o que seria na prática evitar criar lixo espacial.

Assim, fica evidente que existe algo pacifista nesta causa, pelo que não está em causa que alguém que ocupe um átrio de uma Faculdade, por vezes com autorização da própria instituição, seja violento ou uma ameaça. Neste caso a intervenção policial ao interromper uma greve de fome acabou por evitar o único perigo existente: relativo à saúde das próprias pessoas em protesto…

 

Aqui uma notícia relativa a este protesto:

https://observador.pt/2023/05/11/estudantes-terminam-greve-de-fome-pelo-clima-na-faculdade-de-psicologia-apos-intervencao-do-inem/

 

O Concurso Literário Natureza  termina já este dia 1 de Junho :-)

Aqui o Regulamento:

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/concurso-literario-internacional-141203

 

Começa hoje a Feira do Livro de Lisboa:

Feira do Livro de Lisboa 2023 – 93.ª Feira do Livro de Lisboa

e ainda decorre a Feiro do Livro de Aveiro:

Feira do Livro 2023 | Câmara Municipal de Aveiro (cm-aveiro.pt)

Uma poesia de Teresa B.

Meio olhar

 

Todo o olhar é meio água e meio céu.

Assim, mergulha na realidade

e voa até ao infinito.

Todo o olhar é meio verdade e meio fantasia.

Assim, enfrenta a luz

e aninha-se na imaginação!

 

Até breve.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D