Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via blogsnat@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo. :)

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via blogsnat@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo. :)

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parte V – Tempo de balanço, um adeus até Janeiro 2020

por talesforlove, em 15.10.19

 

Nas nossas vidas, por vezes, somos tentados a fazer um balanço de tarefas importantes que conseguimos implementar durante um longo período de tempo. Este é o sentimento que agora invade este blog: o sentimento de um tempo de balanço que se impõe. Tempo de olhar para o passado, enquadrá-lo no presente e aguardar para que o futuro, de novo presente, se imponha. São já alguns anos de literatura e ativismo ambiental e atualmente, com vários movimentos ambientais com grande impacto a ser notícia todos os meses (dias?!), parece que este trabalho deve ser repensado. Quem sabe para fazer mais e melhor ou simplesmente para continuar igual a si mesmo?!

 

Algumas críticas literárias a recordar:

 

1 de Outubro: Texto de quase crítica literária “Palavras Kaléidoscopiques”

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/1-de-outubro-texto-de-quase-critica-63348

 

Sobre “Cinco ensaios lógico-filosóficos” de Gottlob Frege

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/sobre-cinco-ensaios-logico-filosoficos-56151

 

Tentativa de crítica literária da obra (IN) CONSTANTE (2018)

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/o-livro-in-constante-por-jose-vieira-44680

 

Revisão crítica de “Adágios” por José Vieira

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/revisao-critica-de-adagios-por-jose-27825

 

Texto de quase Crítica literária - "No topo das árvores" por Kiara Brinkman

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/texto-de-quase-critica-literaria-no-24859

 

 

Ficam alguns poemas a recordar, entre outros:

 

Poema a Brumadinho por João Alberto Araújo

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/poema-a-brumadinho-por-joao-alberto-53161

 

Poema - "Va pensiero…" por Regina Gouveia (Brasil/Portugal)

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/poema-va-pensiero-por-regina-50169

 

"Rui" um poema por Viviane P. (Brasil)

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/rui-um-poema-por-viviane-p-brasil-45640

 

Dois poemas por Ricardo S. (Brasil)

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/dois-poemas-por-ricardo-s-brasil-44374

 

Um poema…

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/um-poema-43938

 

Poema "Incêndio" por N. Lopes - Recordando os Fogos de Pedrógão

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/poema-incendio-por-n-lopes-43599

 

Fogo da Floresta e Fogo do Amor

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/fogo-da-floresta-e-fogo-do-amor-31009

 

Flor que Renasce (Em Pedrógão) / Poema

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/flor-que-renasce-em-pedrogao-poema-29523

 

"Existe um outro céu" por Emily Dickinson (1830-1886)

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/existe-um-outro-ceu-por-emily-dickinson-28043

 

Poema – Minha Natureza

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/poema-minha-natureza-26225

 

Esperança para Pedrógão Grande após o incêndio - um poema

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/esperanca-para-pedrogao-grande-apos-o-24016

 

Um poema com tradução para Dinamarquês

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/um-poema-com-traducao-para-dinamarques-18363

 

MINHA ILHA por Shmavon Azatyan - Arménia

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/minha-ilha-por-shmavon-azatyan-6889

 

Um poema sobre a natureza - Árvore de Pedro Barroso

https://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/um-poema-sobre-a-natureza-arvore-de-5204

 

Gostaria de pensar que vários(as) dos(as) visitantes deste blog um dia, apenas pelo sentimento suscitado pelo que aqui leram, foram capazes de ser mais amigos(as) da natureza e, quem sabe, plantar uma árvore, uma planta, uma esperança.

Ao longo destes anos este blog semeou alegria em muitos autores premiados nos concursos literários e criou esperança em tantos outros, ao mesmo tempo que patrocinava a plantação e o semear de árvores, plantas e arbustos, tudo de uma forma amiga do ambiente. Igualmente, surgiram muitos poemas e até livros inspirados pela veia naturalística deste blog e ainda relações de amizade e de profissionalismo, além de trabalhos de equipa e de sucesso, sempre a pensar no bem comum que é um ambiente preservado, amigo da humanidade. Um verdadeiro espaço de partilha de arte que por vezes, não teria outra forma de ser conhecida, ou mesmo não teria o estímulo para existir.

Sim é tempo de balanço e de descansar com um forte sentimento de dever cumprido.

Ficam as músicas inspiradoras, “4 Estações” de Vivaldi, em fundo ecológico e um fado por Jerónimo Caracol, que gentilmente nos cedeu uma música para aqui ser partilhada. Ambas têm um forte toque da natureza.

 

Antonio Vivaldi - The Four Seasons - Julia Fischer - Performance Edit (Full HD 1080p)

[“As quatro estações” de Vivaldi nos jardins de Gales]

Jerónimo Caracol, no fado a Fanhões, de Euclides Cavaco, no fado santa Luzia.mp3

 

Fica igualmente uma foto inspiradora:

foto12019.png

 

 

Um abraço.

Até breve.

balanco.gif

 

No início de Outubro, Alfama, terra da alegria - Primeira Publicação

por talesforlove, em 02.10.18

E ainda que Alfama seja sempre terra de alegria, sempre, pois é feita de pessoas livres como o vento, que lhe seguem os passos, aqui fica um poema mais triste, ironicamente belo e escrito pela poetisa brasileira Viviane P.

 

FADO


Eu fui grande um outro dia, 
O meu nome era alegria,

Eu amava tal Maria,

Sempre sol era o que  eu  via.
Meu sorriso reluzia,
Minh´ alma se expandia,
Eu sonhava e não dormia.
 
 
Era noite,  ouvi um  fado,
Meu  olhar ficou parado,
Nas lembranças do passado,
E eu fiquei logo cansado.
Descobri que ao meu  lado,
A tristeza tinha estado,
Eu  sofria, um coitado!
 
 
Madrugada, eu entendi,
Alegria eu  não vivi,
E em Alfama descobri,
Naqueles bares em que caí,
Os fados todos que esqueci,
Cujas  letras eu bebi,
E embriagado eu me vi.
 
 
E me vi em muita dor,
Em  um fado de amor,
Deste  fado, eu sou cantor,
Mostrando todo  o esplendor,
De ser  fadista, um sonhador,
Vou com ele onde for,
Pois, sou do fado o senhor!

 

 

Recordamos ainda a importância de utilizar a água de forma responsável e quem sabe reutilizar quando possível. Eventualmente, lavando os vidros do carro com água sem detergente e no final utilizar a água suja, no balde, para regar uma planta.

 

É também com enorme satisfação que anunciamos para breve o Concurso Literário "Natureza 2018-2019".

 

Até breve.

 

1 de Agosto - Homenagem a Celeste Rodrigues - Homenagem ao Fado

por talesforlove, em 01.08.18

Agosto chegou com o seu calor. Talvez um pico de calor devido ao aquecimento global ou apenas, tão só, um capricho da natureza.
Mas hoje, despediu-se de nós uma força da natureza: Celeste Rodrigues, aos 95 anos, pelo que o melhor será reconhecer que após este facto, nada mais há que se possa dizer.

Fiquemos pois com dois vídeos em sua homenagem, e muita saudade.

 

 

 

 

Até breve.

Boas leituras, bom descanso e um abraço. 

Alfama - Pedro Moutinho ft Mayra Andrade

por talesforlove, em 17.08.17

Porque é necessária a esperança no futuro.

Fica este fado sobre Alfama.

 

 

 

Outro Fado em Esquina de Alfama, Lisboa

por talesforlove, em 29.05.17

 No “Esquina de Alfama” foi possível encontrar um conjunto de Fadistas que animam a noite com as suas vozes e guitarras, a tal ponto que nos sentimos confusos, entre o tradicional e o brilhar dos telemóveis que surgem nas mãos dos visitantes ansiosos por levar consigo um pouco da atmosfera do restaurante.
Sente-se uma paz que nos invade pela forma inesperada como o Fado toma conta de nós, ali no meio da Lisboa Antiga, cercada pela modernidade. Não muito longe, durante o dia, é possível avistar barcos enormes que vêem lotados de turistas de todo o mundo, aventureiros dos mares, de capacidade muito superior ao Titanic. A sua dimensão imensa rivaliza com a profundidade do que sentimos em locais tão pequenos em espaço habitável e preenchidos por música, mas tão grandes em história e qualidade.
Sabemos que frequentemente o público não compreende a letra, só que isso não interessa a ninguém. A música impõem-se sem mais delongas e todos nós ali comungamos de um estado de alma que nos preenche com sonhos, pedaços de passados que só existiram enquanto aproximação entre o que imaginamos e o que realmente foi...
Assim, embalados pela melodia e o famoso trinar das guitarras, lugar comum tantas vezes recordado, quase nos esquecemos de saborear a comida sobre as mesas, ali mesmo à nossa frente. Também ela de qualidade imensa, também ela recheada de sabores com histórias milenares... E no final, tanto palavreado que possamos apresentar nunca, mas nunca, poderá substituir uma visita em dia de encontro pacífico connosco e com os outros, num local tão único quanto cada ser humano pode ser, e é.

Fado em Esquina de Alfama, Lisboa

por talesforlove, em 20.05.17

 

Eurovisão... 2017

por talesforlove, em 14.05.17

Ontem foi um dia feliz para Portugal. O país começou abençoado pelo Papa Francisco e terminou com a vitória, no Festival Eurovisão da Canção, de Salvador Sobral ou melhor, dos Manos Luísa Sobral e Salvador Sobral, com a canção “Amar pelos Dois”. Vitória de uma bela música mas talvez sobretudo da família, do trabalho e da ética humilde e autêntica. Vale a pena acreditar e vencer de acordo com os nossos valores e formas de agir e não como uma imitação. Sem palavras.

Parabéns Salvador! És o maior Pá!

 

Pode encontrar aqui a letra/poema e vídeo oficial:

https://www.letras.mus.br/salvador-sobral/amar-pelos-dois/

 

Aqui uma notícia e os dois vídeos do evento:

http://radiocomercial.iol.pt/noticias/68970/portugal-conquista-feito-inedito-salvador-sobral-venceu-o-festival-eurovisao-da-cancao

 

E partilhamos ainda estas duas animações belíssimas, na nossa opinião:

 

Bom Domingo :)

 

 

Neste Natal um Fado - por Alfredo Marceneiro "Colchetes D'Oiro"

por talesforlove, em 24.12.16

 

Em:

https://www.youtube.com/watch?v=ipU2IGUzjEY

 

Até breve,

 

 

O Rádio, o Cinema, a Natureza, o Sr. Manoel de Oliveira, e os Concursos Literários

por talesforlove, em 10.10.15

Finalmente, um programa de rádio que nos mostra realidades muito interessantes e relacionadas com os dois concursos literários que já foram organizados: o primeiro, em Homenagem ao Sr. Manoel de Oliveira, o nosso cineasta, e o segundo, em Homenagem à Natureza Mãe.

 

http://cdn-ondemand.rtp.pt/nas2.share/wavrss/at1/1504/786970_179424-1504161848.mp3

 

Um abraço e obrigado pela atenção.

meta

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D