Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via blogsnat@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo. :)

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via blogsnat@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo. :)

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O Fado do Plástico

por talesforlove, em 04.07.20

Bom dia.

O plástico não tem de ser um Fado, algo que se usa sempre e sempre origina problemas quando o deitamos fora. Ontem foi o Dia Internacional Sem Plástico e esta data faz-nos recordar que podemos reutilizar pelo menos alguns dos sacos que vamos comprando ou que nos vão dando, que os podemos colocar no ecoponto da reciclagem do plástico e que podemos mesmo evitar a sua utilização, por exemplo utilizando sacos de pano para o pão. E quem sabe reutilizar os sacos de plástico para fazer algo que surja na nossa imaginação?

 

Na sequência da partilha anterior, recorda-se Amália, com os seus Fados, por vezes tristes, por vezes alegres, mas sempre belos. O poema que se segue foi escrito por Viviane P.:

 

Um fado triste

 

Trago uma dor no peito

Que nada vai retirar

Quando deito em meu leito

Vem a dor a me abraçar

Por que foges, alegria?

Por que choras  lá no Tejo?

É que morreu  a parceria

Entre o amor e o beijo!

Era a estrofa de um fado

Que uma bela ali cantava

Em Alfama e no Chiado

Uma voz sempre  ecoava...

Em  meu lindo Portugal

No peito da amada dama

A poesia madrigal

Perguntava: Quem  me ama?

Eu a amo até morrer!

E, morto de dor estou

Porque nunca vou  esquecer

Aquela que em mim ficou

Canta, canta passarinho

Teu  fado em meu ouvido

Que  eu vou chorando sozinho

Morrendo sem ter vivido

Pois, sem ti, minha querida,

Não tenho motivação

Amália , és minha vida

Vou contigo em coração!

 

 

O coração enche o nosso horizonte de esperança num mundo melhor. O Fado pode ser visto também como uma forma de suavizar os maus momentos e reconstruir a força de seguir em frente. Aliás, como qualquer música ou canção da qual possamos gostar. 

Partilhem, por favor.

Até breve.

 

 

Dia de Portugal, Camões e das Comunidades Portuguesas: Poema Traduzido

por talesforlove, em 10.06.20

 

La vie est brève
un peu d’amour
un peu de rêve
et puis bonjour.
La vie est brève
un peu d’espoir
un peu de rêve
et puis bonsoir.

Leon Louis Moreau Constant Corneille van Montenaeken, Nascido na Bélgica em 1859.

Tradução:

A vida é curta
um pouco de amor
um pequeno sonho
e depois um bom dia.
A vida é curta
um pouco de esperança
um pequeno sonho
e depois uma boa noite.

 

Até breve.

 

Esperança, Tamera, Flor

por talesforlove, em 26.04.20

Eis que esperamos a nova madrugada sem doença

A força da esperança renovada

Numa flor, numa nova luz que se ergue.

 

Fica o convite para visitarem Tamera:

https://www.tamera.org/

 

Até breve.

Hoje é uma vida nova

por talesforlove, em 24.04.20

Hoje ficam umas palavras de esperança nestes "tempos de corona". Temos que acreditar que cada dia é uma vids nova, aliás hoje é uma vida nova e devemos pensar que cada dia bem vivido é já por si uma Vitória. Nada devemos temer, pois, muito provavelmente de hoje a um ano já tudo estará resolvido, sendo que entretanto poderemos assistir a melhorias seguras nessa direção.

Hoje fica aqui uma sugestão  para ganhar mais confiança mesmo que nem sequer o leitor (ou leitora) tenha dinheiro para comprar as máscaras que desejaria...

Uma máscara facial para proteger do Covid-19 (corona) pode ser feita com um lenço e dois elásticos laterais. Acresce que se usar um filtro de café no interior a ação de proteção será ainda mais efetiva.

Alegadamente este tipo de máscara apenas protege os outros e não quem a usa mas, se todos usarem, trata-se de proteger todas as pessoas.

Podemos comprovar a utilidade deste tipo de máscaras em: Tomas Pueyo, "The Basic Dance Steps", medium.com

Em resumo, devemos socorrer-nos da ciência e claro, da sua Fé, se assim o entender. Claro, há espaço para todos, mas não para o Covid-19.

Hoje, para finalizar fica uma recomendação cinematográfica, para  se possível, assistirem na internet.

Entre tantos filmes de interesse, recomenda-se o filme: Cinema Paraíso.

Trata-se de um filme muito interessante sobre o poder do cinema e tem momentos comoventes e divertidos. Totó é uma pequena criança  que quer ver cinema e a história  parece ser esta... E basta para ser interessante.

Quando pudermos voltar ao cinema, o melhor será ter à entrada uma placa a referir que "corona aqui não ".

Até amanhã em publicação habitual.

Até breve.

Fernando Pessoa: D. Dinis em Mensagem

por talesforlove, em 16.04.20

Um poema de Fernando Pessoa.

 

Sexto

 

        D. DINIS

 

Na noite escreve um seu Cantar de Amigo

O plantador de naus a haver,

E ouve um silêncio múrmuro consigo:

É o rumor dos pinhais que, como um trigo

De Império, ondulam sem se poder ver.

 

Arroio, esse cantar, jovem e puro,

Busca o oceano por achar;

E a fala dos pinhais, marulho obscuro,

É o som presente desse mar futuro,

É a voz da terra ansiando pelo mar.

9-2-1934

Mensagem. Fernando Pessoa. Lisboa: Parceria António Maria Pereira, 1934 (Lisboa: Ática, 10ª ed. 1972).

 - 31.
 

nomuseu1.jpg

Nota: fotografia no Jardim do Museu de História Natural de Lisboa (Fevereiro 2020)

 

Até breve.

"Tudo é possível" poema de São Gonçalves (2015) e Conselho Covid-19

por talesforlove, em 13.04.20

Apresentamos o poema vencedor do Concurso Literário em Homenagem ao Senhor Manoel de Oliveira, Cineasta Português:

 

Tudo é possível
 
tudo é possível quando a esperança se cola à vida

no passar dos anos, décadas desfilando

num olhar atento ao mundo

à memória,à historia de um pais amado,revisitado!
 

Tantas histórias contadas na tela de cinema

a vida,o drama ,a comédia

a luta infinda dos homens de fé


transmutações de vida, de sonhos

o silêncio impenetrável nas horas de criação

centenária a vida de um homem

 
a magia  do cinema transmitida de geração em geração!

 

Fica aqui também um conselho para quem deseja desinfetar uma superfície e tem água oxigenada em casa, a qual está num frasco com indicação de fora de prazo. Com efeito, a água oxigenada, ou peróxido de hidrogénio, degrada-se rápidamente após o frasco aberto e mesmo que não seja aberto, este líquido degrada-se a um ritmo aproximado de 0,5 % ao ano. A melhor forma de o testar será derramar um pouco e verificar se ainda faz borbulhas, sendo que se ainda produz borbulhas então está em condições.

Para mais detalhes recomenda-se o seguinte texto:

file:///C:/Users/Rui/Desktop/H2O2%20Hydrogen%20Peroxide.pdf

Até breve.

Poesia da Esperança

por talesforlove, em 12.04.20

20200408_084648.jpg

Até breve.

A Força da Esperança Poética

por talesforlove, em 10.04.20

A poesia é mais que um conjunto de palavras, é um misto de perseverança, esperança e imaginário, feito realidade.

E há lugar para tudo nela…
Veja-se este poema de "O Guardador de Rebanhos", por Alberto Caeiro (Fernando Pessoa):

[...]
Mas a minha tristeza é sossego
Porque é natural e justa
E é o que deve estar na alma
Quando já pensa que existe
E as mãos colhem flores sem ela dar por isso.

 

Ainda em um poema de Claudete Soares:

 

Cabe em mim esse universo de criança,

em que não existe tempo,

as horas se esparram,

caudalosas,

em agitadas travessuras.

 

Não se esqueçam de ficar em casa ou seguirem as indicações da Organização Mundial de Saúde, por exemplo.

Fica uma música em homenagem a Itália e a todos no mundo que sofrem com o Covid-19, embora o tentemos ignorar em próximas publicações.

 

2CELLOS - Now We Are Free - Gladiator [OFFICIAL VIDEO]

"Agora somos livres"

https://www.youtube.com/watch?v=74CYIdYoQ5w

 

Partilha-se ainda esta receita de tarte de amêndoa:

https://greendelights.blogs.sapo.pt/tarte-de-amendoa-47416

 

Votos de melhoras a todos e todas que estão em tratamento, incluindo a Boris Johnson que nos visitou logo durante o Brexit e que certamente não teria a mesma atitude de alguns governantes da Holanda, certamente fruto de um momento menos esclarecido, como todos nós podemos ter.

 

Um abraço.

Até breve.

Vamos Todos Ficar Bem: poesia das cores

por talesforlove, em 10.04.20

20200402_193259.jpg

Até breve.

Mécia de Sena, Jorge de Sena e Poesia

por talesforlove, em 02.04.20

 

Jorge de Sena tem algumas poesias que parecem ser um amparo para os dias de hoje. Por exemplo, "Uma pequenina luz" e ainda "É tarde, muito tarde na Noite". O primeiro parece remeter para esperança e o segundo para pessoas, para trabalho, para conversas nas ruas, para liberdade.

Mécia de Sena, a sua esposa e organizadora do seu trabalho, faleceu no passado fim de semana, aos 100 anos, em Los Angeles. 

 

Fica aqui uma foto insporadora:

20200401_073442 (1).jpg

Até breve.

meta

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D