Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo. :)

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo. :)

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

29 de Maio - Feira do Livro de Lisboa - Portugal

por talesforlove, em 29.05.19

Começou hoje a Feira do Livro de Lisboa 2019, com música e boa disposição.

Pode verificar o programa aqui:

https://feiradolivrodelisboa.pt/

Além de livros que nos façam viajar no tempo e nas ideias, bem como olhar o mundo com outros olhos, fica o sentimento, renovado ano após ano, que não estamos apenas perante uma montra de livros mas sim uma montra de sonhos de e para pessoas. Evidente que vale a pena procurar os novos autores ou autores menos conhecidos pois afinal de contas, quem era Pessoa antes de ser conhecido de todos?! Certamente, alguém sem habilitações para trabalhar numa biblioteca... Com efeito foi-lhe recusado um trabalho em biblioteca por não ter o conhecimento necessário para esse efeito. Vale a pena procurar e ficar um pouco a ler o livro de um autor ou autora desconhecidos, seja qual for a sua época. Será uma forma muito válida para conhecermos mais sobre literatura e podermos comparar. Porque não?

É mais uma aventura que se inicia. Certamente envolta no cheiro Brasileiro dos jacarandás que tendo sido trazidos do Brasil, agora nos presenteiam com as suas cores azuis e exóticas. Uma dose extra de encantamento a acompanhar os sacos de papel que este ano parecem querer ajudar na sustentabilidade ecológica do evento, pelo menos evitando o plástico, pois o consumo extra de papel pode dar origem a um novo olhar sobre a iniciativa.

Existem certamente outras Feiras do Livro muito interessantes noutros locais.

Convida-se o leitor ou leitora a enviar mais informação sobre esses eventos, por favor.

Obrigado.

Até breve.

Texto de quase Crítica literária - "No topo das árvores" por Kiara Brinkman

por talesforlove, em 02.07.17

No topo das árvores, Kiara Brinkman
Editorial Estampa (2009), Lisboa, pp. 295

A escritora Kiara Brinkman nasceu em 1979 no Omaha, Nebraska (EUA) e é autora da obra “No topo das árvores” a qual foi muito bem acolhida pela crítica e leitores. Também escreveu pequenos contos, de qualidade assinalável. Viu alguns dos seus contos justificarem o reconhecimento do The Best American Short Stories 2006 (Melhores Contos Americanos de 2006).
O livro é o relato, na 1ª pessoa, feito por um rapaz, sensível e poético, portador de Síndrome de Asperger, autismo. Muito cedo, a sua voz começa por descrever-nos, de forma cristalina e tranquila, o mundo que o rodeia, bem como as experiências que este lhe proporciona. No entanto, a partir do momento em que a sua mãe morre inesperadamente, sucedem-se acontecimentos que o forçam a olhar o mundo de renovadamente, sem que tal abale a paz que a sua narrativa nos transmite.
A prosa deste romance é leve, lê-se facilmente, sem sobressaltos, mas ensina-nos a ver com os olhos de alguém que pode ser classificável de “diferente”, deixando para trás a suspeita de essa adjectivação poder ser fútil, pois, afinal, todos somos “diferentes”, sem que tal seja taxativamente negativo.
Adicionalmente, eventualmente quase subliminarmente, surge a ligação à natureza, que vem à tona, em referências tais como "jardim“, “flores”, “vegetais comestíveis” ou as “copas das árvores”, logo no título. Não é inocente. É como se o protagonista fosse como as árvores: o resultado de uma força mais forte, invisível, dominadora, que “está lá” sem pedir permissão, sem sequer ser digna de questionamento, por ser tão óbvia a inevitabilidade da sua presença. Foi a nossa mãe natureza que criou as árvores e a todos nós. Tem a força do “que é”, sem que possamos duvidar desse facto.
Quando morre a mãe do protagonista, todo o rumo da história muda, levando-nos a pensar o que seria se fosse a mãe natureza que apresentasse sintomas de morte. Todavia, a tragédia é retratada com uma proximidade fria e quente, simultaneamente. Quente porque a morte é sentida profundamente no desenrolar dos eventos e fria porque o rapaz continua a sua vida, sofredor, mas inesperadamente vitorioso, quando os sentimentos poderiam ditar desfecho oposto.
A prosa deste romance transmite a simplicidade da nossa ligação naturalística, tão evidente quanto o amanhecer, fresco, a cada novo dia. Uma renovada mensagem ecologista e humanista, talvez “eco-humanista”.

Concurso Literário Internacional - “Poemas e contos sobre a natureza — 2015”

por talesforlove, em 25.06.15

A floresta respira e, como resultado, o planeta terra também respira, dando-nos o oxigénio de que necessitamos para viver. Durante o Inverno, no hemisfério norte, onde está a maioria da terra não submersa do Planeta, muitas árvores perdem as folhas, e o dióxido de carbono aumenta na atmosfera, de que resulta um pequeno aumento da temperatura global. Na Primavera e durante o Verão, as árvores criam folhas, que permitem a captura de dióxido de carbono, fazendo com que o clima se torne ligeiramente mais fresco.

Para vos dizer a verdade, considero que as árvores são preciosas onde quer que se encontrem, quer estejam sozinhas numa rua cinzenta quer estejam num pequeno grupo num bonito jardim artificial. Ajudar uma árvore a crescer é como ajudar a crescer uma amizade, é um acto de poesia, e quem sabe que contos podem inspirar os raios solares que atravessam os seus ramos.

Nenhum animal do mundo quer saber de poesia escrita porque lhe basta a poesia visual das flores ou dos recifes coloridos. Os animais simplesmente desfrutam a beleza das dádivas da natureza pura!

Mas você sabe que a subida de temperatura média do mar em dois graus Celcius pode causar sérios danos aos recifes? E sabe que o grande segredo dos cães é a sua amizade e abordagem simpática para connosco? Certamente, sente que toda a criatura viva é Natureza; nós mesmos somos parte da Natureza, e por isso também merecemos um poema… Proteger as flores é proteger-nos a nós.

A vida é especial, e é por isso que fazemos o convite para participar com o seu melhor poema ou conto sobre a Natureza.

Desejamos seleccionar 36 poemas e 4 contos para uma antologia que será publicada como e-book em PDF (e eventualmente para Windows 8).

Regulamento:

  1. A participação neste concurso é gratuita.
  2. Qualquer pessoa de qualquer país pode participar desde que submeta trabalho redigido em português.
  3. Requer-se o preenchimento e envio do questionário (anónimo) disponível em: https://docs.google.com/forms/d/1rmFKGFHAIqWcgXEb3JK6J6HXZXxQmES8kWZnaf0P1vA/viewform.
  4. Cada participante pode submeter dois poemas, sem limite de palavras, e um conto, com um máximo de 3000 palavras.
  5. Os trabalhos devem ser enviados por e-mail para Rui M. (ruiprcar@gmail.com) juntamente com nome, país, contacto electrónico. O assunto do e-mail deve ser Concurso Literário Internacional Poemas e Contos para Natureza 2015’”.
  6. Os autores premiados têm direito a certificado em formato digital.
  7. Os cinco primeiros classificados na categoria poemas têm direito a uma gravação áudio do seu poema.

 

  1. Todos os poemas seleccionados serão publicados em antologia, a qual estará disponível em formato PDF (possibilidade de vir a existir em Windows), com um custo de 2,5 € (pagamento por PayPal). Os autores premiados têm direito a uma versão gratuita. Do valor cobrado nas vendas, serão utilizados 50 % para pagar custos do concurso, 25 % para plantar árvores e 25 % para o prémio monetário do próximo concurso literário.
  2. Data limite de participação: 30 de Setembro de 2015.
  3. Os resultados serão anunciados em finais de Outubro em  http://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/.

 

 

Organizador do concurso:

Rui M.

 

Responsável do Júri:

Ricardo Nobre, Doutor em Estudos Portugueses pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

 

Principal patrocinador:

Rui M. Publishing

 

Parceiros:

 

a) Book Park and Arts & Literature (España/Spain/Espanha)

http://www.thebookpark.com

 

b) Blog Destante (Portugal)

http://destante.blogspot.pt/

 

c) Encruzilhadas Literárias (Portugal)

http://encruzilhadasliterarias.blogspot.pt

 

d) Jornal Bom Dia (Luxemburgo)

http://bomdia.eu/participe-em-concurso-literario-internacional/

 

e) Biblioteca de Arganil - Miguel Torga

http://www.bibliotecas.cm-arganil.pt/

 

f) Comissão de Festas de Santa Catarina 2015;

https://www.facebook.com/santacatarina2014

 

Melhores cumprimentos,

Rui M.

 

Fotos inspiradoras:

 

flores.jpg

 

florespequenas.png

 

 

meta

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D