Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo :-)

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo :-)

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Uma Poesia e Um Conselho de Prevenção

por talesforlove, em 22.03.20

A sós

 

Sós, somos o profundo abismo,

P'las estradas pedaços de nada

O monólogo sem interlocutor e

A solitária floresta encantada...

 

Recentemente têm surgido várias informações na televisão, relativamente à utilização de álcool para desinfetar superfícies. Um dessas informações refere que o álcool deve ser a 70 % para que possa ser verdadeiramente útil para matar o covid-19.

Sucede, que muitas pessoas, inclusive eu próprio, compraram álcool a 95 ou 96 % e portanto, menos eficaz. Portanto, o desafio é transformar álcool a 96 % em álcool com uma concentração entre 61 % a cerca de 70 %. O facto de comprarmos um frasco com álcool a 96 % significa que este tem uma porção de 4 % de água e o restante é o álcool puro misturado. Sabendo isto é uma questão de fazer uma conta simples. Posto isto sugiro misturar, por exemplo, 36 partes de álcool (a 95 ou 96 %) com 14 partes de água ou um número diferente de partes mas que mantenha a mesma proporção. A ideia é evitar que o álcool se evapore demasiado depressa, antes mesmo de matar o vírus. A água atrasa o processo de evaporação do álcool.

Esta informação não dispensa a consulta da DGS mas está correta, foi confirmada.

Até breve.

 

Foto do Zoo de Lisboa (3) e um Poema

por talesforlove, em 18.03.20

A 12 de Março no Zoo de Lisboa.

Zoo 3 30.jpg

 

Em verde e cinza

 

A cidade que ignora a natureza

ignora a dádiva do oxigénio...

A natureza que ignora a cidade

ignora um dos seus belos frutos...

 

Cimento, areia, água, prego, aço frio,

movimento, ceia, mágoa, dor, amor...

Flor, planta, ave, humano, condor,

Todos, pedaço ao largo de rio...

 

Entre a cidade e a floresta

há mais em comum que pedaços frios:

Existe o calor do sonho,

sem tempo, morada ou resignação!

 

a 25 de Abril de 2017

 

Até breve.

Foto do Zoo de Lisboa (2) e um Poema

por talesforlove, em 17.03.20

Uma outra foto no Zoo de Lisboa a 12 de Março de 2020.

Zoo 2 30.jpg

Dislexia semântica

 

Há a frustração do correr mas jamais chegar.

A castração da criação pedindo perdão.

O impulso súbito de não querer ser em vão.

A travagem brusca de quem se quer deitar.

 

Há a inconsistência de amar a vida e a morte,

De quem por Destino aceita a tal sorte

E ainda o florido imenso do Alentejo

E ainda a ausência de quem já não vejo.

 

Mas há ainda a força das palavras

A força da fonte que jorra no Verão

E o vermelho rubro do sangue do meu coração.

 

E há o trocar do sofrer por sofrer

Pelo eterno amanhecer, renascido,

De quem perdura por tanto escrever...

 

Até breve.

No Dia da Poesia e da Primavera "21 de Março" - "5 Sentidos" por Mário Cordeiro

por talesforlove, em 20.03.18

Um programa de rádio que devemos ouvir atentamente:

 

https://www.rtp.pt/play/p4412/e336994/os-cinco-sentidos

 

Até breve. Abraço.

meta

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D