Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo :-)

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo :-)

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Poema de Eduardo Waack - "Vastidão" pela Natureza (Brasil)

por talesforlove, em 12.06.20

Hoje partilhamos um poema que é uma luta pela defesa da natureza, em toda a sua dignidade.

 

VASTIDÃO

 

Outra noite se perdeu,

De mim um pouco mais.

As pessoas falam de tempos futuros.

Que tempos seriam aqueles

Em que não nos matamos?

 

Vejo o inverno passar,

Não sei se sou ou se fui.

Que outras vozes seriam aquelas

Que não nos gritariam por justiça?

 

Eu acredito na fé que remove montanhas,

Embora tema os espinhos

E as farpas sonoras que cravam

Em meu corpo.

 

Infernos cotidianos crises opressões

Há quanto tempo abrimos nossos olhos

Nossas mentes

Há quanto tempo ainda assim

Somos tapados ignorantes, eu me condeno,

 

Resta-me o ocre veneno

Das línguas afiadas, a dor de uma paixão

Que não conhecerá mais cura

O abismo de gentes

A me provocar desertos.

 

Vieste florir esquecida

Nos jardins de minha vida.

As pessoas amam e destroem a natureza.

Onde estás, minha amiga? De qual

Árvore arrancada cantas para mim?

 

Até breve.

Dois poemas por Ricardo S. (Brasil)

por talesforlove, em 31.07.18
Devasso desejo!
 
O sono profundo toma conta do meu ser;
Vastos são os desejos que afloram no meu corpo ao fechar dos olhos;
O véu da noite brilha radiante; como uma raposa do deserto, eu farejo os teus rastros, sinto a brisa fresca carregar o teu perfume por quilômetros sendo impulsionados pela poeira levantada do teu vestido de cor vermelho escarlate;
Quando balanças teus cabelos e andas com teus passos largos, as flores em tua volta se envergonham com tamanha beleza e se escondem ofendidas;
Tu não és musa, não és miss, muito menos princesa, mas o teu peso, a tua presença física e o teu poder sobre a natureza e os mortais te dão status de Deusa!
No teu caminhar, até a tua sombra ganha vida, quando passas rente ao mar, o teu poder é sentido, deixando as ondas sem direção e longe da calmaria;
Tu carregas em teus braços o segredo da sedução e da servidão, a magia das ilusões, a chama que aquece os corações dos puros, o sono dos amantes e a chave do que se chama amor!
Tu atormentas os homens oferecendo desejos que jamais serão alcançados;
Por que carregar tantos corações apaixonados no teu manto sagrado da perdição, se sabes que todos os homens jamais irão possuir o que querem de ti?
 
Amor à primeira vista
 
Real e lúdico ao mesmo tempo, energia paralisada;
O mundo deixa os seus movimentos de rotação e translação para trás por alguns minutos;
É o começo de uma vida a dois, sabendo que vai dar certo antes de acontecer;
Troca de olhares cheios de mistérios e enigmas incompreendidos pela grande maioria dos seres vivos;
Momento natural e único, eternizado com o doce sabor do tempo;
Amor que já nasce com o tema de uma boa novela ou de uma bela poesia.
Privilegiados, são os que sabem amar com o soprar do vento no rosto, com o calor crescente tomando conta do corpo sendo acompanhado de batidas aceleradas do coração.
Amor a primeira vista, me perdoem os que nunca sentiram; confesso que é para poucos!
 
Até muito em breve.
 

Concurso Literário Internacional “Natureza 2016”

por talesforlove, em 04.07.16

É com grande alegria que vos informamos que tem início o Concurso Literário Internacional “Natureza 2016” o qual tem lugar após o sucesso do Concurso “Natureza 2015”. Volvido um ano, infelizmente, a preocupação com ambiente continua a ser algo plenamente justificado e, felizmente, algo também que é um tema apetecível para a obra literária.

 

Transcrevemos de seguida o texto do ano passado, após o qual informamos sobre as condições de participação em 2016, sendo que este ano, o processo será mais gradual, no que diz respeito aos prémios e sobretudo aos parceiros envolvidos! Acrescenta-se, portanto, um nível extra de dinamismo!

 

Lembra-mos ainda que, a par do concurso em Português, decorre a sua versão em Inglês, a publicitar em: http://talesforlove.blogs.sapo.pt

 

 

A floresta respira e, como resultado, o planeta terra também respira, dando-nos o oxigénio de que necessitamos para viver. Durante o Inverno, no hemisfério norte, onde está a maioria da terra não submersa do Planeta, muitas árvores perdem as folhas, e o dióxido de carbono aumenta na atmosfera, de que resulta um pequeno aumento da temperatura global. Na Primavera e durante o Verão, as árvores criam folhas, que permitem a captura de dióxido de carbono, fazendo com que o clima se torne ligeiramente mais fresco.

Para vos dizer a verdade, considero que as árvores são preciosas onde quer que se encontrem, quer estejam sozinhas numa rua cinzenta quer estejam num pequeno grupo num bonito jardim artificial. Ajudar uma árvore a crescer é como ajudar a crescer uma amizade, é um acto de poesia, e quem sabe que contos podem inspirar os raios solares que atravessam os seus ramos.

Nenhum animal do mundo quer saber de poesia escrita porque lhe basta a poesia visual das flores ou dos recifes coloridos. Os animais simplesmente desfrutam a beleza das dádivas da natureza pura!

Mas você sabe que a subida de temperatura média do mar em dois graus Celcius pode causar sérios danos aos recifes? E sabe que o grande segredo dos cães é a sua amizade e abordagem simpática para connosco? Certamente, sente que toda a criatura viva é Natureza; nós mesmos somos parte da Natureza, e por isso também merecemos um poema… Proteger as flores é proteger-nos a nós.

A vida é especial, e é por isso que fazemos o convite para participar com o seu melhor poema ou conto sobre a Natureza.

Desejamos seleccionar, em 2016, 20 poemas e 4 contos para uma antologia que será publicada como e-book em PDF (e eventualmente para Windows 8 e 10 e Android).

 

O tema em 2016:

Tal como em 2015, a Natureza é o tema central, todavia, quem desejar pode enviar poemas com o objetivo de os ver um dia como a letra de uma canção!

Adicionalmente, a Natureza, a par de valores como a Liberdade, a Paz, o Respeito e o Amor, surge como algo unificador.

 

Nesta edição, procuramos ainda HOMENAGEAR também a comunidade emigrante Portuguesa, através da homenagem a Mikkel Solnado!

Get Up! Levantem-se!

https://www.youtube.com/watch?v=gGe3iXyAb_U

 

Sem, é claro, esquecer os que ficam em Portugal!

 

Detalhes de Regulamento 2016:

  1. A participação neste concurso é gratuita.
  2. Qualquer pessoa de qualquer país pode participar desde que submeta trabalho redigido em português.
  3. Cada participante pode submeter dois poemas, sem limite de palavras, e um conto, com um máximo de 3000 palavras.
  4. Os trabalhos devem ser enviados por e-mail para Rui M. (ruiprcar@gmail.com) juntamente com nome, país, contacto electrónico. O assunto do e-mail deve ser “Concurso Literário Internacional ‘Natureza – 2016’”.
  5. Os autores premiados têm direito a certificado em formato digital.
  1. Todos os poemas seleccionados serão publicados em antologia, a qual estará disponível em formato PDF (possibilidade de vir a existir em Windows), com um custo de 2,5 € (pagamento de donativo por PayPal). Os autores premiados têm direito a uma versão gratuita. Do valor cobrado nas vendas, serão utilizados 50 % para pagar custos do concurso, 25 % para plantar árvores e 25 % para o prémio monetário do próximo concurso literário.
  1. Data limite de participação: 30 de Novembro de 2016.
  2. Os resultados serão anunciados em finais de Dezembro em  http://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/.

 

 

Organizador do concurso:

Rui M.

 

Responsável do Júri:

Sra. Anabela Barros Correia

FLUL - CLEPUL - Lisboa

http://www.clepul.eu/Ptg/ViewPerson/30

 

Principal patrocinador:

Rui M. Publishing

 

==================================

Parceiros iniciais 2016 (lista não definitiva):

 

  1. a) Book Park and Arts & Literature (España/Spain/Espanha)
    http://www.thebookpark.com

 

  1. b) Rádio Clube de Arganil

www.rcarganil.pt

 

  1. c) Jornal Bom Dia (Luxemburgo)

http://bomdia.eu/concurso-literario-dedicado-as-comunidades-e-a-mikkel-solnado/

 

Este ano a App LinbonTourism em associação (sem custo; basta seguir botão lado esquerdo):

https://www.microsoft.com/store/apps/9nblggh3335s

 

Para nos seguir:

http://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/data/rss

 

 

Melhores cumprimentos,

Rui M.

 

Quadra do São João

por talesforlove, em 23.06.16

Ó meu rico São João,

Ó meu Santo António namoradeiro!

Abençõem este coração de matulão,

Se algum de Vós for um Santo Porreiro!

 

Informa-mos que o Concurso Literário "Natureza 2016" tem o seu início em breve!

meta

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D