Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo :-)

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo :-)

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Concurso Literário Natureza 2022 (África e Internacional - 2 em 1)

por talesforlove, em 25.08.22

Amigos e Amigas Autores e Autoras.

 

Hoje (25 de Agosto 2022) inicia-se a Feira do Livro de Lisboa, a não perder! E caminhamos para o final de Agosto marcado pela seca severa e pela importância crescente atribuída às alterações climáticas. Ainda assim, o importante é manter a esperança positiva num futuro de tranquilidade.

Hoje fazemos votos que a nova edição do Concurso Literário Natureza seja um sucesso.

 

Todavia, este ano, na realidade, o Concurso tem duas versões, a versão com maior atenção a África e a habitual versão Internacional.

O tema deste ano é a água e a sua relação com as árvores e a vida, sendo que se convida a que os poemas sejam dedicados a Cesária Évora, a cantora Cabo Verdiana já falecida. A dedicação a Cesária é facultativa.

O mar é essa imensidão de água que cerca, com o seu ondular, os pedaços de terra a que chamamos continentes. E é o vento que eleva as ondas, tal qual um sinal distintivo da sua influência sobre os climas; afinal, existem estudos que afirmam que a velocidade dos ventos marítimos é superior em 6 % à velocidade que se verifica nos ventos terrestres (Barthelmie, R. et al., 1994).

E para que existam lágrimas, de tristeza ou felicidade, nas nossas faces, existe uma imensa evaporação marinha, a grande fonte de água na atmosfera, influenciando o ciclo hidrológico (Peixóto, J.P., 1983), mas também para que exista a criação poética. Afinal, a água é vida, diz-se ser esta afirmação lugar comum, e a poesia o seu espelho de interior encanto.

 

Aqui pode ser encontrada uma das suas músicas mais bonitas “Sodade”:

 

 

O Regulamento é o seguinte:

 

  1. A participação neste concurso é gratuita.
  2. Na Edição África qualquer pessoa residente ou nativa de Portugal, Cabo Verde, Guiné Bissau, Angola, São Tomé e Príncipe, Moçambique e Timor-Leste, pode participar desde que submeta trabalhos escritos em português. Na Edição Internacional podem concorrer pessoas de todo o mundo com trabalhos em português ou com trabalhos em outra língua, desde que traduzidos para português.
  3. Cada participante pode enviar dois poemas, sem limite de palavras.
  4. As obras devem ser enviadas por e-mail para Rui M. (blogsnat@gmail.com) juntamente com nome, país, contacto eletrónico. O assunto do email deve ser "Concurso Literário Internacional Natureza - 2022 África" ou "Concurso Literário Internacional Natureza - 2022 Internacional". Textos enviados no corpo do e-mail e não em ficheiro anexo à mensagem.
  5. Os autores participantes concordam em receber e-mails no futuro que tenham como  objetivo principal divulgar futuras iniciativas literárias. Devem subscrever o blog na caixa no topo ou por RSS em http://contosdasestrelas.blogs.sapo.pt/data/rss
  6. Os finalistas vencedores de primeiros prémios têm direito a um certificado digital.
  7. Todos os poemas selecionados serão publicados em Antologia, que estará disponível em formato PDF, com um custo de 2,5 € (pagamento de uma doação pelo PayPal). Os autores premiados têm direito a uma versão gratuita.
  8. Direitos do autor: os autores têm os seus direitos sobre os trabalhos publicados, a fim de publicar como quiserem em qualquer outro lugar. A organização do Concurso detém direitos totais sobre os trabalhos publicados no contexto da Antologia do concurso.
  9. Prazo para participação para a Edição África: até 15 de Dezembro de 2022.
  10. Os resultados finais para África serão anunciados durante Dezembro de 2022, juntamente com a disponibilização da Antologia digital.
  11. Deseja-se selecionar pelo menos 31 poemas de África, um por cada dia de um mês com 31 dias, mais menções honrosas. O primeiro lugar terá direito a uma obra de arte em A4.
  12. Prazo para participação para a Edição Internacional: até 5 de Fevereiro de 2023.
  13. Os resultados finais da Edição Internacional serão anunciados durante Março de 2023, juntamente com a disponibilização da Antologia digital.
  14. Deseja-se selecionar os melhores poemas no contexto Internacional, mais menções honrosas. O primeiro lugar terá direito a exemplar do livro Pulsar (Poesias) da Escritora brasileira Maria Coquemala. Certificados digitais para os 3 primeiros lugares.

 

 

Membros do júri:

 

Lince Verde

Escritor Português

Com ligação à Universidade de Lisboa

 

Karina Issa

Escritora Brasileira

 

Teresa B

Escritora (Poeta) Portuguesa

 

 

Um profundo obrigado a todos quantos têm aguardado por esta edição do Concurso Natureza.

 

Até breve, e um grande abraço, com votos de escrita inspirada e inspiradora.

 

 

Bibliografia

Peixóto, J.P. e Oort, A.H. (1983), “The hydrological cycle and climate”. In: Street-Perrot, A., Beran, M., Ratcliffe, R. (eds) Variation in the global water budget. Springer, Dordrecht. https://doi.org/10.1007/978-94-009-6954-4_2

Barthelmie, R J; Courtney, M S; Hoejstrup, J; Sanderhoff, P (1994), “The Vindeby project. A description”, Technical Report, Risoe National Lab., Roskilde (Denmark).

 

Livros, poemas e Ana Luísa Amaral

por talesforlove, em 23.08.22

Hoje, a três dias do início da Feira do Livro de Lisboa, recordamos Ana Luísa Amaral, falecida recentemente e recordamos os trabalhos de Júlio Carlos Alves e Claudete Morsch Soares, ambos escritores e poetas brasileiros. Surge também um novo poema de Rui M. dedicado à poeta falecida.

Ana Luísa Amaral deu a conhecer ao autor deste blog, através dos seus programas de rádio, alguns belos poemas com detalhes e inspiração naturalística.

Fica aqui um poema da própria, o qual pode ser consultado em https://www.escritas.org/pt/ana-luisa-amaral, a par de outros poemas escritos pela poeta.

 

Assim se Revisita o Coração

 

Só mal tocando as cordas

Da memória

Consegue o coração ressuscitar

 

Porque era este lugar

que eu precisava agora

como em deserto até

ao infinito,

e de repente,

uma gravidez imensa,

um cacto verde e limpo

 

Porque os olhos conhecem

estes sons

de dar à luz o vento

e são-lhe amantes

de tangível luz

 

Só mal tangendo as cordas

da memória

como estas flores

se tingem de alegria

 

Porque era neste azul

que eu me queria

como a rocha transpira

e se resolve

em mar

 

 

Sílabas e veludo, por Rui M.

 

Voz de veludo

Que, com poucas sílabas,

Nos davas tudo…

 

Aveludada

como os amieiros,

em ondas de copas…

 

Veludo dito,

já sem falar,

sentir … soletrar…

 

[continua]

 

Entretanto, Júlio Carlos Alves, autor de “Luna Lina A Menina Que Semeava Ecos”, tem um novo livro intitulado “Admiráveis Vidas Abstratas” no qual o autor procura ir mais além na sua prosa. Com o objetivo criar curiosidade fica aqui o início da introdução deste livro envolvente “Uma viagem ao abismo do universo cerebral, um campo desconhecido onde acreditamos que nascem os sonhos, os desejos, as esperanças e sua influência na criação do mundo na realidade que vivemos. O texto conta uma história incrível e factível, que nos força a andar com Vernon, menino e pastor, […]”. Para contactar o Autor basta enviar um e-mail para este blog.  

 

Finalmente, algumas palavras sobre o livro mais recente de Claudete Morsch Soares, o qual se intitula “silêncio! O Amor está Florindo”, o qual com a sua poesia, nos revela abraços e esperanças tão importantes nos tempos atuais. Vem na sequência das suas obras anteriores, como “Fazendo Amor com o Universo”, na sendo do romantismo, por vezes incluindo um naturalismo inspirador e íntimo. Poderá ser contactada a Autora diretamente através de claudete@msrg.com.br

 

Assim, se termina por hoje.

Mas amanhã esperamos regressar.

 

Até breve.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D