Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo. :)

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 4 a 24 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo. :)

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Quadra da Selecção de Futebol 2019

por talesforlove, em 13.06.19

Ó meu rico Santo António dá-me a tua mão
e ajuda o Ronaldo a marcar mais um golo pela Seleção!
E já agora que marque também o nosso Guedes,
pois eu sei que ele marca sempre que lhe pedes!

 

Fica a página da Feira do Livro de Lisboa:

https://feiradolivrodelisboa.pt/

 

Até breve.

Uma Marcha para o Santo António por Catarina C.

por talesforlove, em 13.06.19

Santo António de Lisboa e do mundo

 

Santo António de Lisboa

“É o santo de todo o mundo”.

Nasce e vive em Lisboa

Coimbra o tornou profundo.

 

Sábio fez vida a pregar,

Mas nem sempre foi bem vindo.

Aos peixes resolveu falar

E eles calados, ouvindo !

 

Refrão

Com seu rio de águas calmas,

Lisboa tem brilho e luz.

Nas colinas batam palmas

À marcha que nos conduz !

Marcha o povo, e marcha bem,

Vamos assim celebrar.

Feliz canta quem tem

Santo António para o casar !

Mas foi longo seu percurso

Desde que era Bulhões,

De milagres tantos fez

Terminou a dar sermões.

Diz o papa e tem razão :

“Santo é o rosto mais belo”.

Fez milagres com o pão

Desde o convento ao castelo.

 

Refrão (2x)

 

Com seu rio de águas calmas,

Lisboa tem brilho e luz.

Nas colinas batam palmas

À marcha que nos conduz !

 

Marcha o povo, e marcha bem,

Vamos assim celebrar.

Feliz canta quem tem

Santo António para o casar !

Santo António para o casar !

Santo António para o casar !

 

Até breve.

A poucos dias do Dia de Santo António

por talesforlove, em 09.06.19

Baseado no romance "Romeu e Julieta" de William Shakespear e porque também estamos em plena Feira do Livro de Lisboa.

André Rieu - Love theme from Romeo and Juliet

Uma nova foto da Feira do Livro:

FeiraFoto2.jpg

Este ano a preservação do ambiente está, finalmente, no centro da Feira, tal como a adopção de sacos de papel o demonstra. Faz-nos lembrar que as árvores são necessárias para o habitat de tantas espécies selvagens, dir-se-ia que de todas, tal como é o exemplo do Lobo, que na A24, em Portugal, foi alvo de um cuidado adicional ao adicionarem-se vedações em ambos os lados da via, com passagens que só abrem no sentido em que os animais ficam seguros.

Sem dúvida, um longo caminho, mas gratificante, o da preservação da natureza.

Até breve.

 

Sobre “Cinco ensaios lógico-filosóficos” de Gottlob Frege

por talesforlove, em 03.05.19

O livro “Cinco ensaios lógico-filosóficos” de Gottlob Frege (1848-1925), na coleção Filosofia & Ensaios, da Editora Guimarães (Babel) é constituída por cinco ensaios: i) Função e Conceito (1891); ii) Sobre Sentido e Denotação (1892); iii) Sobre Conceito e Objeto (1892); iv) Elucidação Crítica de Alguns Pontos nas Lições sobre a Álgebra da Lógica de Ernest Schröder (1895) e v) O que é uma Função? (1904). O autor é considerado o “pai” da filosofia analítica, era filósofo e matemático e um dos fundadores da Lógica moderna. Os ensaios aqui traduzidos do alemão para o português, por António Zilhão, são, portanto, também relativos a matemática. A data em que foram publicados, que nos pode fazer olhar para eles como um documento histórico, e portanto considerar que estamos perante trabalho sem interesse para os nossos dias, engana neste sentido, pois tal será falso na medida em que nos pode ajudar a perceber conceitos atuais a partir de um olhar original e/ou diferente, certamente, por vezes, primordial.

O que Gottlob Frege tentou fazer foi partir da filosofia para, enquanto matemático, formalizar diversos aspetos filosóficos, no que diz respeito à Lógica como método de raciocínio formal. O seu trabalho surge numa longa sequência de trabalho já milenar, desde a Lógica de Aristóteles, por exemplo, a qual já era matemática, temporal, etc, como um conjunto de regras para um raciocínio correto.

Atualmente, o trabalho de Frege é muito importante porque ele criou e clarificou a distinção entre sentido e denotação, lançou as bases de grande parte da semântica analítica do século XX e consequentemente do século XXI e assim, porque, “um computador é sobretudo um manipulador simbólico” (C. Shannon, 1949), a verdade é que este blog e o computador em que ele é visto devem também a sua existência a este trabalho filosófico e matemático. Adicionalmente a mecânica, a eletrónica, a robótica e o estudo da inteligência artificial, estão intimamente ligadas à Lógica moderna.

Tudo isto era sentido por John McCarthy, pai da Inteligência Artificial (Agosto 1956, Universidade de Dartmouth, EUA) pois esta é definida como uma disciplina que procura conceber e criar entidades artificiais que, de alguma forma, revelam possuir “inteligência”.

Em resumo, este livro é mesmo uma muito agradável surpresa que no mostra algumas ferramentas que nos permitem ter momentos de prazer a jogar um jogo no computador, a ver um belo filme no cinema, caso ainda mais relevante nos filmes com 3D que nos envolvem de uma forma diferente e mais tecnológica (tecno + lógica) no espetáculo, mas também convém não esquecer o desenvolvimento de novos medicamentos ou novas tecnologias para operações médicas, programas de apoio à gestão, etc. Por tudo isto, recomenda-se o livro, sobretudo, a quem quiser saber mais sobre Lógica e a sua evolução.

Poesia - "A flor do calor" por António do C.

por talesforlove, em 16.05.16

A flor amarela da Primavera desponta no campo,

com o mesmo calor da estrela ao entardecer.

E esta trás-me a timidez da mesma luz,

que me seduz, no doce e terno amanhecer!

 

por António do C.

(colaborador do blog)

meta

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D