Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 10 a 14 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo. :)

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com. Aceitam-se contributos de outros autores, de 10 a 14 de cada mês, relativos ao tema Natureza ou Universo. :)

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Publicidade automática:

Porque é importante não esquecer...

por talesforlove, em 26.06.17

 

Medos rubros

 

Ao cimo da serra, eu ergo a minha mão.

E entre os troncos dos meus dedos,

enquanto soletro uma silenciosa oração,

surgem, vermelhos, os meus medos...

 

por Rui M.

 

 

Um pequeno recanto de natureza idêntico a tantos que arderam nas serras...

 

oliveirasemilho.jpg

 

 

Detalhe de folhas queimadas que viajaram cerca de 6 kms a voar... estão inteiras e podem ter a noção da sua dimensão...

folhascommedida.jpg

 

Homenagem a todos nós que acreditamos num futuro melhor...

por talesforlove, em 22.06.17

Porque é nos momentos difíceis que devemos ser maiores (e seremos):

 

Para ser grande, sê inteiro: nada

        Teu exagera ou exclui.

Sê todo em cada coisa. Põe quanto és

         No mínimo que fazes.

Assim em cada lago a lua toda

         Brilha, porque alta vive.

 

Ricardo Reis (Fernando Pessoa), 1933

 

 

Como ajudar...

por talesforlove, em 21.06.17

Ajudar as vítimas do fogo de Pedrógão Grande:

https://ind.millenniumbcp.pt/pt/Particulares/Pages/apoio-vitimas-incendios-pedrogao.aspx

e

https://eco.pt/2017/06/19/empresas-e-banca-solidarias-com-pedrogao-doacoes-e-creditos/

e

http://radiocomercial.iol.pt/noticias/70041/pedrogao-grande-como-ajudar-os-bombeiros-e-as-vitimas

 

Obrigado.

Fogo de Pedrógão Grande... (4)

por talesforlove, em 21.06.17

3as sugestões:

i) regresso dos Guardas Florestais, até como forma de criação de emprego local...

ii) criação de um fundo de investimento florestal em que a gestão seja partilhada com os proprietários locais e em que se tenha em conta o risco da não associação local, na valorização do retorno financeiro do investimento e trabalho proposto...

iii) incentivo à educação cultural florestal em Portugal, por exemplo, contactando as Associações de Estudantes de tal forma a que as viagens de finalistas sejam em localidades do interior do país e de tal forma que os hotéis locais forneçam a oportunidade de aprendizagem da realidade e do trabalho florestal e no campo, a par do lazer que as circunstâncias também pedem...

 

Até breve.

Homenagem a Bombeiros e Militares no Fogo de Pedrógão e Góis

por talesforlove, em 20.06.17

Descalça vai para a fonte

 

“Descalça vai para a fonte

Leonor pela verdura;

Vai formosa e não segura.

 

Leva na cabeça o pote,

O texto nas mãos de prata,

Cinta de fina escarlata.

Sainho de chamalote;

Traz a vasquinha de cote.

Mais branca que a neve pura;

Vai formosa e não segura.

 

Descobre a touca a garganta,

Cabelos de ouro o trançado,

Fita de cõr de encarnado,

Tão linda que o mundo espanta;

Chove nela graça tanta

Que dá graça a formesura;

Vai formosa e não segura.”

 

Luís de Camões

Fogo de Pedrógão Grande... (3)

por talesforlove, em 20.06.17

Uma segunda sugestão:

Seria excelente uma valorização, um estudo das propriedades químicas, das plantas autóctones.

O estudo académico das suas propriedades úteis para a saúde e alimentação e o desenvolvimento de novos produtos seria excelente para dar emprego às pessoas do Interior do País mas não só.

É necessária uma floresta diversificada e uma agricultura com dignidade... que seja sinónimo de qualidade de vida.

Afinal, 1000 milhões de Euros, apenas uma parcela pequena do que foi gasto com o apoio ao Setor Bancário, que merece também a nossa consideração, seria o bastante para restituir a dignidade ao Interior do Portugual Continental.

Será que as pessoas do Interior do País são Portugueses de segunda?

E os pequenos proprietários de terrenos são uma praga?

Ou serão todos vítimas de falta de verdadeiro apoio de proximidade?

 

E Góis já sofre e muito neste momento...

 

Até breve.

O Fogo retratado no Jornal Bom Dia

por talesforlove, em 20.06.17

 

http://bomdia.eu/64-vitimas-mortais-no-incendio-pedrogao-grande/

 

Em homenagem às vítimas dos fogos e em memória do que não mais poderá ser como era antes...

por talesforlove, em 19.06.17


Setentrional

Talvez já te não lembres, triste Helena,
Dos passeios que dávamos sozinhos,
À tardinha, naquela terra amena,
No tempo da colheita dos bons vinhos.

Talvez já te não lembres, pesarosa,
Da casinha caiada em que moramos,
Nem do adro da ermida silenciosa,
Onde nós tantas vezes conversamos.

Talvez já te esquecesses, ó bonina,
Que viveste no campo só comigo,
Que te osculei a boca purpurina,
E que fui o teu sol e o teu abrigo.

[...]

Em "Cantos de Tristeza"
14 de Fevereiro de 1874, por Cesário Verde

 

Fogo de Pedrógão Grande... (2)

por talesforlove, em 19.06.17

Caros(as) Amigos(as),


Um blog que se diz de literatura e promove um concurso literário sobre “natureza” não pode deixar de tomar nota da tragédia do fogo de Pedrógão Grande e Concelhos Vizinhos, em Portugal. Era bem melhor que nada tivesse acontecido mas há que dar uma palavra de apoio às pessoas afectadas e seus familiares. O fogo tem estado à solta e indomável...
Neste blog apresentamos sugestões e não uma solução, só se saberia se seria realmente uma solução se pelo menos em parte fosse testada...


A primeira sugestão:

Transformar a “estrada da morte” em “estrada da nossa esperança” através do escrupuloso cumprimento da Lei Florestal em ambos os lados da estrada, mas se a Lei em si mesma for insuficiente então que se altere atendendo ao que sucedeu. A limpeza das duas margens da estrada deveria ser no mínimo de 20 metros implicando pelo menos a redução da densidade das árvores e, porque não, apoio do Estado aos particulares.
A criação de locais de repouso em ambos os lados da estrada, de forma espaçada, recorrendo a atividades úteis como por exemplo, a criação de um parque eólico ao longo da estrada ainda que o seu rendimento não seja o mais desejado... Porque não estudar forma de melhorar esse desempenho atendendo a que em estradas como esta se assiste frequentemente a situações de fuga a fogos? Não valerá a pena o estudo e o custo atendendo a que as vidas humanas valem muitíssimo mais?

 

Afinal a própria energia elétrica gerada poderá ser usada para um sistema de monitorização remota das estradas da região. A existência das torres e do respetivo parque, poderá criar, só por si, uma área envolvente sem floresta densa e com locais de resguardo para quem passa nesta via (e outras). Trata-se, eventualmente uma sinergia ...
Quaisquer ideias ou sugestões que surjam para evitar esta situação no futuro só podem ser úteis se forem de facto implementadas e seria interessante verificar em que se fala em Portugal no próximo dia 17 de Julho, apenas um mês depois da tragédia da enorme perda de vidas humanas... e depois a 17 de Agosto, e sucessivamente, pois de facto neste contexto há que estabelecer objetivos e marcos no tempo para verificar o que se tem feito...
No próximo texto uma próxima sugestão...

Como ajudar....

por talesforlove, em 19.06.17

Podem ver esta página com informação de como ajudar bombeiros e vítimas do fogo:

http://24.sapo.pt/atualidade/artigos/incendios-saiba-como-ajudar-os-bombeiros

 

meta

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D