Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com Boas leituras!

Contos das Estrelas

Neste blog são apresentados conteúdos literários. Para qualquer assunto podem contactar o autor via ruiprcar@gmail.com Boas leituras!

Publicidade útil

A Flor da Primavera

por talesforlove, em 21.03.17

florDiaDaFloresta.jpg

 

Feliz Dia da Floresta - Resultados da Categoria Poesia/Poema "Natureza 2016"

por talesforlove, em 21.03.17

Muitos parabéns!

E até breve a todos os autores, pois todos, serão contactados.

 

Grandes Vencedores "Natureza 2016"

1.º - "Prometeu" - "vejo pássaros em revoada", Jardim, Brasil

2.º - "Vento", Eduardo Soares, Brasil

3.º - "Noite de Primavera", Alberto Arecchi, Itália

4.º - "Minha árvore de flores amarelas", Ana Maria Prande Pereira, Brasil

5.º - "Mar", Joana Vicente, Portugal


“Tributo às sete quedas”, Aparecida dos Santos, Brasil

“Garça”, Alberto Arecchi, Itàlia

"À Gaia", Cavaleiro de Cervantes, Brasil

“Seremos árvores?”, Vanessa Borboni, Brasil

“Mata atlântica”, Edson de Souza, Brasil

“Natureza”, Guilherme Martinez, Brasil

"Rosa (flor) de Janeiro", Diógenes da Silva, Brasil

"Tragédia em Marte", Jonatha Brito, Brasil

"Alma verde", Fernanda Silva, Brasil

“Uma estrela”, Cristiano Rufino, Brasil

“Um lugar”, Cristiano Rufino, Brasil

“MANTRA”, Joana Vicente, Portugal

“Terranova”, Gisela Musik, Brasil

"Flor enigmática", Fábio Kawati, Brasil

“Flor de calçada”, Sabrina Dalbelo, Brasil

"Na possibilidade do se", Caliel Alves, Brasil

"Da chuva vem o leite", Gregório Camilo, Brasil

"Poeta", Maria Coquemala, Brasil

“Dente-de-leão”, Kelly Mousinho, Brasil

"És fogo", Paulo Oliveira, Portugal

“Leve sopro de Deus”, Everson Lira, Brasil

"Útero-espírito", Priscila Luana, Brasil

“Vitória-régia”, Davi Alvarenga, Brasil

“Mandrágora e orvalho”, Ricardo Vergueiro, Brasil

“Sob um olhar inocente”, Renata Dake, Japão

“Onde está a natureza?”, Diogo Prado, Brasil

“Devastação”, Marlin Bremm, Brasil

“Eu sou a poesia”, Sténio Afénix, Angola

“As árvores são como os peixes”, Josafá de Lima, Brasil

“Fragmentos de uma tarde”, Jessyca Santiago, Brasil

“A planta”, Jardel Ferreira, Brasil

“Enxergar tão perto o mar”, Juliano Rolim, Brasil

“Caminho das águas”, Brunno de Andrade, Brasil

“Alucinações II”, Marcos Oliveira Jr, Brasil

“Essensibilidade”, Marcos Oliveira Jr, Brasil

“As Flores de Midlands”, Ricardo Lacava, Brasil

“A odisséia da motosserra sem alma”, Gerson Gastaldi, Brasil

“O amanhecer cativo”, Gerson Gastaldi, Brasil

“Vida desnaturada”, Amanda Tintori, Brasil

“O eterno retorno da Primavera”, Jhenyfer Vicente, Brasil

“Desfolhando”, Jhenyfer Vicente, Brasil

“Sustentabilidade”, Léo Ottesen, Brasil

“No meio do concreto nasceu uma flor”, Léo Ottesen, Brasil

“Festa na floresta”, Edweine Loureiro, Japão

“Canto e choro com o grito da terra”, Nadia Junqueira, Brasil

“Metamorfose”, Fátima Esteves, Portugal

“Sobre as Cinzas dos Mangueirais”, Francisco Gabriel, Brasil

“Aquela corrente d’água”, Lenilson Silva, Brasil

“AMIGO ‘CÃOPANHEIRO’”, Gui Ortolan, Brasil

“Triste Fado”, João Araújo, Brasil

“canção ao grande guerreiro tibicurana,da tribo tupi”, Josue Teixeira, Brasil

“Ambos”, Adilson Gonçalves, Brasil

“litoral literal”, Adilson Gonçalves, Brasil

“As águas precisam das árvores – Um clamor aqui do Brasil”, Olidnéri Bello,Brasil

“Natureza-Morta”, Thiago Luz, Brasil

“A natureza é linda”, Inês Caretas,Portugal

“Minha árvore de flores amarelas”, Brasil, Ana Pereira

“Poesia 1”, Pedro Panhoca, Brasil

“Poesia 2”, Pedro Panhoca, Brasil

“PERDÃO”, Gilberto da Costa, Brasil

“Diálogo Com a Amora da Amoreira dos Dias Contados”, Fábio da Silva, Brasil

“Tendi piedade seu moço!”, Igor Natiulio, Brasil

“Sal”, Sara Timóteo, Portugal

“SOMOS POEIRA DAS ESTRELAS: NOSSA PÁTRIA É O UNIVERSO!”, Rodrigo Petit, Brasil

“FESTA NA FLORESTA”, Edweine Loureiro, Japão

“Natureza que um dia foste!”, Gabriela Gonçalves Estevão, Portugal

“Exaltação ao rio Amazonas”, Valdir das Chagas, Brasil

“Cardiografia:” por Karina Issa, Brasil

Em breve a lista completa dos poemas escolhidos...

por talesforlove, em 17.03.17

Se dúvidas houvesse que hoje ainda existem pessoas sensíveis, a nossa busca terminaria ao ler todos os trabalhos recebidos por este efémero concurso literário. Afinal, o júri, e os que acreditam na causa defendida, não estão sozinhos no universo. Ainda há vida além de uns quaisquer números que não nos salvam da pobreza da aspereza humana que nos cerca.


Cada poema foi um pequeno diamante de sentir e confidências.

Principais Resultados da Categoria Poema - Natureza 2016

por talesforlove, em 15.03.17

Bom dia.

É com grande satisfação que finalmente apresentamos os resultados para a categoria poema. Note-se que ainda falta divulgar os poemas que vão fazer parte da Antologia, além dos 5 primeiros classificados. Estes, serão divulgados muito em breve.

 

1.º - Jardim
       Brasil
 
       Poema "Prometeu" - "vejo pássaros em revoada"
 
 
2.º - Eduardo Soares
       Brasil
   
       Poema "Vento"
 
 
3.º - Alberto Arecchi
       Itália
 
       Poema "Noite de Primavera"
 
 
4.º - Ana Maria Prande Pereira
       Brasil
 
       Poema "Minha árvore de flores amarelas"
 
 
5.º -  Joana Vicente
       Portugal
 
       Poema "Mar"
 
 
Parabéns!
Até breve.
 
A Equipa.

 

150 anos de Raúl Brandão - autor ligado à Natureza

por talesforlove, em 12.03.17

Um programa muito educativo sobre este autor que nos é querido:

https://www.rtp.pt/play/p415/e277938/memoria

 

Menções Honrosas - Categoria "Conto"

por talesforlove, em 22.02.17

 

"In Carcere" por Vítor de Lerbo, Brasil

"Camiranga" por Thásio Ferreira, Brasil

"As Tribos" por Luis Amorim, Portugal

"Da Natureza Humana" por Jober Rocha, Brasil

"Os sorrisos verdadeiros vinham em momentos especiais" por Eduardo Ferrari, Brasil

"Lição de vida" por Edweine Loureiro, Japão

"Barco Solitário" por Evandro Gaffuri, Brasil

"Sementes Invisíveis" por Louise Ribeiro, Brasil

"Derrame-se a natureza" por Nilton Silveira, Brasil

"A cor da noite" por Eduardo Soares, Brasil

"Uma prosa inusitada (a fábula contemporânea)" por Ricardo Lavaca, Brasil

"Moradores do alto" por Arai Santos, Brasil

"Mestres em Gaya" por Iná de Siqueira, Brasil

"O chorão" por Aparecida Gianello, Brasil

"Destino de Flor" por Cavaleiro de Cervantes, Brasil

 

Parabéns.


Alguns contos extras serão incluídos na Antologia final e tal será conhecido aquando da disponibilização do livro digital.


Entretanto, está prevista a divulgação do resultado da categoria "Poesia" em inícios de Março. Pedimos desculpa pela demora mas a qualidade dos trabalhos recebidos obriga a uma leitura muito cuidada dos mesmos.
 
Até breve.
A Equipa

 

 

Resultados da Categoria Conto

por talesforlove, em 21.02.17

É com grande alegria que partilhamos os resultados para a categoria "conto".

Pedimos desculpa pela demora.

Em breve será conhecida a lista de menções honrosas e demais contos que também vão estar incluídos na Antologia.

 

1o Lugar

"Maneco Sunim" por Lênon Alípio, Brasil

e

"Paisagem" por Everson Lira, Brasil

 

2o Lugar

"A Árvore Vermelha Cor de Sangue (Música da Vida)" por Daniel Maciel, Brasil

e

"Ode á Natureza" por Waldir Capucci, Brasil

 

3o Lugar

"Olho Nu" por Ismael Lopes, Portugal

e

"Velho Marinheiro (Carta de amor ao mar)" por João de Carvalho, Brasil

 

4o Lugar

"CHUVA NO DESERTO" por Alberto Arecchi, Itália

e

"UMA VIDA EM CINCO ANOS E CINCO LINHAS" por Eloisa   de  Alcantara, Brasil

 

5o Lugar

"Mistérios Naturais" por Edih Longo, Brasil

e

"Céu" por Marcella Prado, Brasil

 

Muitos parabéns!

Até breve.

Hoje Resultado da Categoria Conto

por talesforlove, em 20.02.17

Pedimos desculpa.

Hoje, será divulgado, o resultado da categoria "conto".

 

Obrigado a todos.

Poesia original "Em Primavera"

por talesforlove, em 17.02.17

Em Primavera

 

Sou primavera, de luz, radiante,

Nunca serei turista, somente,

Sou folha, luz verde, clorofila,

Sou estático, leal, perene,

Respiração, redução de oxigénio.

 

Florença, dos meus sonhos intemporal,

Sou flor, do masculino espinho;

Sou viagem imaginária, sem avião, sem bagagem,

Sou renascido em (r)esperança primaveril,

Também que não voa, por não reconhecer o céu.

 

Sou apenas porque ser é pertencer.

 

Mas, o mundo contém-me, não fujo.

E se não posso, é melhor não querer...

 

Há lá árvore que não voe em folha

e não seja mundo, fixa, raiz, profunda?

 

por Rui M.

Categoria "Conto" Domingo dia 19 de Fevereiro

por talesforlove, em 13.02.17

Bom dia Autores e Amigos,

 

O resultado da categoria "Conto" será divulgado no Domingo dia 19 de Fevereiro de 2017.

A categoria "Poema" e "Trabalhos para Antologia", no final dessa mesma semana.

 

Pedimos desculpa pelo incómodo.

Melhores cumprimentos,

A Equipa

meta

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D